ENERGIA – Em nota, Equatorial ignora denúncias e diz que oferece serviço de qualidade

Alvo de denúncias de abusos e cortes indevidos, a Equatorial Energia, para tentar contornar a situação, emitiu nota à imprensa com um breve balanço de sua gestão em Alagoas.

A empresa reconheceu que ainda há muito a se fazer no estado, mas ignorou as denúncias que estão sendo veiculadas nos meios de comunicação.

Sobre seus serviços, a Equatorial diz que tem se empenhado para oferecer energia de qualidade aos alagoanos.

“A distribuidora encontra-se à disposição das entidades e órgãos para prestar os esclarecimentos necessários”, resumiu sobre as reclamações dos consumidores.

Confira na íntegra

Nota de esclarecimento: investimentos realizados pela Equatorial

A Equatorial Energia Alagoas esclarece que ao assumir a concessão de energia no estado em março de 2019, encontrou a distribuidora com elevado déficit financeiro e um sistema elétrico defasado, carente de investimentos. A aquisição se deu por meio de leilão, e a Equatorial se tornou responsável por todos os ativos e passivos da empresa, o que inclui as suas dívidas, e também as obras em andamento.

Como parte do compromisso assumido com os alagoanos, a Equatorial deu continuidade as obras que estavam em andamento, independentemente da origem dos recursos. Nos casos das subestações de Girau do Ponciano e Coruripe II, apesar de estarem prontas desde novembro de 2018, não estavam funcionando por falta das linhas de transmissão, que foram concluídas e energizadas no final de 2019.

Conforme previsto nos termos do edital do leilão, para garantir a recuperação da saúde financeira da empresa, bem como o funcionamento e o suprimento energético para a população, a Equatorial fez um aporte no valor de R$545,7 milhões no primeiro dia de gestão. Desse valor, R$ 206 milhões foram utilizados de imediato para efetuar pagamentos em atraso de compra de energia e de empréstimos financeiros. Além disso, ao assumir a gestão, a Equatorial encontrou a distribuidora com uma dívida de R$ 1,5 bilhão e arcou ao longo de 2019 com o pagamento de R$ 120 milhões referente a dívida trabalhista do Plano Bresser.

Além desse aporte, a Equatorial elaborou um plano de investimento que tem previsto para o biênio 2019/2020 a aplicação de mais de R$ 300 milhões em obras, manutenção e renovação do sistema elétrico que vão desde a construção de subestações à troca de conectores de redes.

No primeiro ano de concessão, a Equatorial ampliou a subestação de Benedito Bentes e construiu, em tempo recorde, a subestação de Serraria, que trará melhoria na qualidade do fornecimento para Maceió, beneficiando mais de um milhão de clientes, especialmente na parte alta na capital.

Em 2020, a empresa iniciará uma importante obra para fortalecer e ampliar o fornecimento de energia para todo o litoral norte do estado, construindo uma subestação entre Ipioca e Paripueira e uma linha de distribuição saindo de Maceió e chegando até Matriz de Camaragibe. Também será feita a duplicação e reforço da linha de distribuição que liga Santana do Ipanema a Olho d’Água das Flores, com objetivo de beneficiar o Sertão alagoano.

A Equatorial reconhece que ainda há muito a se fazer, e tem se empenhado diariamente para levar energia de qualidade e prestar um bom serviço aos alagoanos. A distribuidora encontra-se à disposição das entidades e órgãos para prestar os esclarecimentos necessários.

Assessoria de Imprensa da Equatorial Energia Alagoas

Fechar