“SINE OMNI SENSU” – Pesquisa duvidosa aponta vitória de Prefeito corrupto em Rio Largo

Pesquisa sem metodologia foi registrada no TRE e divulgada em portais de baixa credibilidade

Segundo o blog do Bernadino, Gilberto Gonçalves teria disparado nas intenções de votos em Rio Largo. Ora, duas perguntas devem ser feitas. A primeira é se o instituto que fez a pesquisa, o Data Sensus, é realmente uma empresa séria a ponto de registrar uma pesquisa sem metodologia no TRE e se o canal de comunicação utilizado para dar o furo, tem credibilidade para confirmar o respaldo da pesquisa.

Nada além de uma estratégia barata

Uma pesquisa praticamente jogada, do nada, no colo de um dos maiores caçadores de polêmicas do estado. Bernadino é famoso por inventar boatos e óbitos, por isso, uma pesquisa apontando Gilberto Gonçalves como favorito para o pleito em Rio Largo, é de se questionar.

Se o jornalista parar uns minutinhos da sua agenda ocupada para observar e apurar a situação do município, veria um cenário completamente diferente. Pedro Victor e Thales Diniz formaram a maior aliança política que a cidade já viu. O que naturalmente preocuparia qualquer gestor que possui um mandato, por assim dizer, questionável. A corrida para prefeitura de Rio Largo está aberta.

O que se entende tanto com a pesquisa, como a notícia, é que as cabeças pensantes por trás de Gilberto já estão colocando em prática seus planos para desacreditar o eleitor. Sim esta pesquisa, que não apresenta nenhuma metodologia para validar seu resultado é essencialmente mentirosa. Ou seja foi comprada para colocar seu “cliente” em melhor posição nesta disputa.

Que sirva de exemplo para outras cidades e eleitores, quando uma pesquisa é feita, deve se apresentar no resultado todo o processo metodológico para a execução e apuração. Isso é o que valida de fato a pesquisa. E que se tenha mais cuidado em onde buscar as informações, porque não é qualquer lugar que se pode encontrar uma fonte confiável.

Me desculpem o trocadilho, mas Data Sensus está mais para “Sine omni sensu”.

Fechar