PARA TODOS OS MORADORES – No Mato Grosso, uso de máscara passa a ser obrigatório a partir desta segunda (13)

Governo fará campanha de conscientização e prevê multa para quem descumprir a ordem

Mauro Mendes, governador do Mato Grosso. Foto: Secom-MT

O governador do Mato Grosso, Mauro Mendes, lançou no dia 03 de abril a campanha “Eu cuido de você e você cuida de mim”, em que determina que toda a população do estado utilize máscaras de proteção, mesmo que artesanais, como medida de prevenção ao coronavírus. A decisão passa a valer a partir desta segunda-feira (13).  Conforme o Boletim Epidemiológico divulgado no último sábado (11), há 121 casos confirmados em Mato Grosso e três óbitos registrados.

No domingo (12), o Governo mato-grossense anunciou que fará uma série de ações de conscientização durante esta semana, em decorrência da obrigatoriedade do uso do item em empresas privadas e nos órgãos da administração pública. Também será prevista multa para quem descumprir as medidas, no entanto, ainda não foram divulgados detalhes sobre a penalidade. As sanções serão conhecidas na próxima semana.

Segundo Mauro Mendes, o objetivo é sensibilizar as pessoas pela necessidade do uso da proteção, antes de aplicar qualquer tipo de penalidade, tanto ao cidadão quanto às empresas. Na campanha do Governo é demonstrado, seguindo especialistas e recomendações do Ministério da Saúde, que ao usar a máscara, as gotículas de saliva são bloqueadas pelo tecido. Assim, toda a cadeia de transmissão do vírus é interrompida já no início.

O Decreto nº 437, que instituiu o novo programa de prevenção, dava às empresas públicas e privadas o prazo até o dia 12 de abril para que elas fizessem as devidas orientações a seus colaboradores e clientes sobre o uso das máscaras. A data também era o limite para que todos os estabelecimentos que continuaram em funcionamento durante a pandemia providenciassem o item para seus funcionários.

A campanha e o decreto também incentivam que as pessoas façam suas próprias máscaras de tecido, principalmente, porque a cirúrgica deve ser reservada para os profissionais de saúde. O governo publicou nas redes sociais um vídeo mostrando como as máscaras artesanais podem ser feitas. Elas podem ser lavadas e reutilizadas.

Ação

Durante a semana passada, o Corpo de Bombeiros distribuiu máscaras de tecido à população em vários pontos de Cuiabá, capital do estado e cidade que mais registrou casos de covid-19, com 64 confirmações.

Foto: Corpo de Bombeiros-MT

Fechar