ELEIÇÕES MUNICIPAIS 2020 – Ângela Garrote é pré-candidata a prefeitura de Palmeira dos Índios

Parlamentar diz que o povo de Palmeira está cansado da “política do lero”

Foto: Reprodução

A família Garrote dá mais um passo para ampliar a abrangência política no agreste alagoano. Com a transferência de título para Palmeira dos Índios, a deputada Ângela Garrote (PP) já mostrava indícios de uma possível candidatura ao cargo de prefeita da cidade. Agora é oficial! A deputada está na briga e já anunciou sua pré-candidatura à prefeitura do município para as eleições deste ano.

Na eleição de 2018, Ângela Garrote foi eleita com 26 mil votos para deputada estadual, e destes, quase 10 mil foram de Palmeira dos Índios. Como um gesto de agradecimento pela expressiva votação, a parlamentar transferiu seu título para o município.

Depois de dedicar 30 anos à política, em Estrela de Alagoas, município que tem como prefeito o seu filho Arlindo Garrote (PP), Ângela busca a chefia de Palmeira, onde seu outro filho, Toninho Garrote (PP) já atua como vereador.

Em Guerra

Ex-aliados políticos, a deputada estadual Ângela Garrote (PP) e o prefeito de Palmeira dos Índios, Júlio Cézar (PSB), andam se estranhando há um tempo. Toda a motivação está relacionada a eleição de 2020. A pré-candidata a prefeita da terra dos Xucurus-kariris, vem tirando o sossego e o sono do atual gestor.

Embora tenha apoiado o “Imperador” (apelido para Julio Cézar) na eleição de 2016, a deputada estadual se coloca como arrependida em ter pedido votos para o prefeito. Sem tergiversar, e citando apenas alguns adjetivos, Ângela chamou o prefeito de ‘perseguidor, cabra fraco, homem sem palavra e contador de história’.

Uma pesquisa interna realizada mostra a deputada em situação confortável na preferência do eleitorado, aparece inclusive na pesquisa a ex-primeira dama Mozabele Ribeiro. O rompimento entre a parlamentar e o prefeito, foi evidente após postagens nas redes sociais do prefeito de Estrela de Alagoas, Arlindo Garrote (PP) filho da parlamentar. Nas postagens o prefeito manda Júlio Cezar tomar rumo na sua gestão, caso contrário vai continuar realizando uma gestão sem rumo. “Não faço questão de fazer parte do seu grupo político” desabafou Arlindo Garrote.

Na campanha para chegar à Prefeitura de Palmeira, Júlio Cezar fez muitos acordos, prometeu muito e pouco cumpriu. Sua gestão não tem uma identidade política, entrou em rota de colisão com aliados que atualmente são seus adversários.

Fechar