COVID-19: Informação de segundo óbito em AL não é confirmada pela Secretaria de Saúde

Exame de paciente que faleceu em hospital particular deu ‘não-detectável’ para coronavírus

Foto da Internet

Na manhã desta quarta-feira (1), um portal de notícias em Alagoas divulgou que havia sido registrada a segunda morte por coronavírus no estado. Segundo a informação, o paciente estava internado na Santa Casa de Misericórdia de Maceió e os familiares teriam confirmado que se tratava da Covid-19. No entanto, o hospital divulgou uma nota em que afirma que o exame do falecido teve o resultado ‘não-detectável’.

“O teste de PCR para COVID-19, realizado no dia 26/03/2020, pelo LACEN [Laboratório Central de Alagoas], no paciente que faleceu na manhã desta quarta-feira (01/04/2020) resultou Não Detectável. O Boletim Epidemiológico com os demais casos confirmados e suspeitos para o novo coronavírus é divulgado diariamente nos canais de comunicação da instituição”, diz a nota emitida pela Santa Casa de Maceió.

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) ressaltou que não havia recebido nenhuma notificação do hospital. Disse ainda que o protocolo prevê o encaminhamento do resultado do exame pelo Lacen à unidade de saúde onde o paciente realizou a coleta, para então ser repassado pela equipe médica ao paciente e seus familiares.

Segundo o Hospital Oswaldo Cruz (SP), o resultado ‘Indetectável’ significa que não foi encontrado coronavírus na amostra. No entanto, a Sesau não deu explicações sobre o fato de o exame ter apresentado ‘Não Detectável’ em vez de ‘Negativo’ e também não informou se será realizado um novo teste.

Conforme o último boletim, de 31 de março, Alagoas segue com um óbito por Covid-19, 343 casos suspeitos e 18 confirmados, dentre os quais nove já finalizaram o isolamento domiciliar e não apresentam mais sintomas da doença.

 

Fechar