EM BUSCA DA CURA – Johnson & Johnson pode lançar vacina para Covid-19 no início de 2021

Testes em humanos podem começar em setembro deste ano

Imagem da Internet

Nesta segunda-feira, a Johnson & Johnson informou que tem feito progressos em uma vacina contra o novo coronavírus e que o produto pode estar pronto para uso no início de 2021. A companhia afirma que os testes em humanos começarão até setembro, no mais tardar.

A empresa vem trabalhando na possível “cura”, desde janeiro deste ano. O comunicado também destacou a parceria entre a Janssen Pharmaceutical Companies, da J&J, com a Autoridade Biomédica de Desenvolvimento e Pesquisa Avançada (Barda), o aumento na capacidade de produção e a meta de disponibilizar um bilhão de doses da vacina no começo do próximo ano.

Se houver a aprovação para uso emergencial, a Companhia poderá disponibilizar o medicamento. Ainda, segundo confirmação da mesma, existem mais duas alternativas, caso a principal candidata para ser essa vacina falhe. De acordo com a empresa, a vacina, se bem-sucedida, terá um custo acessível e será vendida sem busca por lucro.

Os investimentos da Johnson & Johnson e do governo americano chegam a US$ 1 bilhão nesse projeto, que inclui ainda esforços para as descobertas de remédios (antivirais) que possam ser usados no tratamento contra o coronavírus. A empresa conta com a Autoridade de Pesquisa e Desenvolvimento Avançados, e um órgão do Departamento de Saúde e Serviço Social dos EUA.

Outros países

Outras empresas buscam essa vacina para o combate ao coronavírus. A Moderna começou testes em humanos por uma vacina, usando uma nova abordagem, que se volta para o RNA mensageiro do vírus, um tipo de material genético. A empresa francesa Sanofi começou trabalho em linha similar.

Fechar