SAÚDE – Procedimentos médicos de urgência estão mantidos

Comissão composta por 13 médicos avalia casos, define urgências e encaminha pacientes para atendimento

Pam Salgadinho. Foto: Pei Fon/ Secom Maceió

Diante das medidas de contingência adotadas para evitar a disseminação do coronavírus, causador da covid-19, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) havia publicado no Diário Oficial do Município (DOM) do dia 24 de março, a Portaria 035/2020 que disciplinava que exames, consultas e cirurgias sem urgência deveriam ser adiados como forma de evitar aglomerações e riscos de contaminação para usuários e profissionais. Porém, pacientes que tenham procedimentos urgentes para serem realizados devem ser atendidos normalmente através de uma nova estratégia adotada pelos profissionais do Pam Salgadinho.

Marluce Moura, diretora do Pam Salgadinho, explica como vai funcionar a estratégia. “Todos os encaminhamentos feitos pelos médicos das unidades de saúde entram no Sistema de Regulação (SISREG) do SUS, a partir disso, uma comissão formada por 13 médicos avalia a situação de cada paciente. Os médicos selecionam os casos mais urgentes e críticos e todos são marcados e encaminhados para o atendimento. Os usuários não precisam se preocupar, pois desde que o médico que está na ponta encaminhe, o procedimento será realizado”, explica.

“A comissão liga para o paciente para informar quando será a consulta e ele comparece ao Pam Salgadinho portando documento de identificação, cartão SUS e o encaminhamento médico. Nosso objetivo é não deixar que outras doenças compliquem por conta desse período. Todos os casos que não podem ser adiados serão atendidos normalmente”, reforça Marluce Moura, diretora do Pam Salgadinho.

Com a estratégia, busca-se garantir o atendimento desses quadros mais críticos. Já as cirurgias eletivas devem ser adiadas ou realizadas em menor quantidade possível, levando sempre em consideração a criticidade de cada caso. Nesse período, o atendimento ambulatorial eletivo também deve ser diminuído. “É preciso lembrar, porém, que a redução de procedimentos não implica em afastamento de médicos. Alguns profissionais que têm problemas crônicos e fazem parte do grupo de risco para o coronavírus foram remanejados para outras áreas onde não precisam do contato direto com o público, como o call center da SMS, fornecendo orientações aos usuários sobre a doença”, finaliza Marluce Moura.

Para mais informações, os usuários devem entrar em contato com a Central de Informações do Pam Salgadinho pelo telefone 3312-5460.

 

Fechar