CORONAVÍRUS – Laboratórios Centrais de Alagoas iniciam exames nesta quinta-feira

Lacen/AL está apto para realização dos testes

Imagem da Internet

A partir desta quinta-feira (19), Alagoas inicia a realização de exames com pessoas suspeitas de terem contraído o novo coronavírus (Covid-19), por meio de testes no Laboratório Central de Alagoas (Lacen/AL), localizado no bairro Jatiúca, em Maceió.

Os testes são produzidos em regime de prioridade pelo Instituto Bio-Manguinhos, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), com produção semanal e a distribuição se dá na mesma proporção.

De acordo com o secretário de Estado da Saúde, Alexandre Ayres, Alagoas conta com 960 kits de testagem encaminhados pelo Ministério da Saúde, além de insumos necessários. “Podemos considerar uma grande vitória do Governo de Alagoas. Estamos com uma frente muito bem organizada e dedicada no monitoramento e enfrentamento da Covid-19 no Estado”, disse o secretário.

Os resultados para os exames estarão disponíveis ao paciente em 48 horas. Os kits são suficientes para realizar testes de 30 a 45 dias. O Ministério da Saúde já se comprometeu com o Governo de Alagoas em enviar mais materiais

Atenção aos procedimentos:

Após avaliação do profissional de saúde, seja nas Unidades de Pronto Atendimentos (UPAs), unidades básicas de saúde ou hospitais privados, se o paciente é considerado um caso suspeito para o novo coronavírus, o Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs) é acionado para avaliar a necessidade de coleta de material para exame de laboratório.

Ao ser enquadrado na definição de caso suspeito para Covid-19, o Lacen recebe as amostras e passa a realizar os exames laboratoriais. As amostras precisam chegar acompanhadas da ficha de notificação de caso suspeito.

Resultado: Se testou positivo ou negativo para Covid-19 -, o Lacen encaminha os resultados ao serviço que atendeu o paciente, podendo ter sido nas Unidades de Pronto Atendimentos (UPAs), unidades básicas de saúde ou hospitais privados.

A superintendente de Vigilância em Saúde (Suvisa), Cristina Rocha, explica que os resultados dos exames não serão entregues às pessoas e sim a unidade que realizou o serviço.

Fechar