RELIGIÃO X POLÍTICA: Abuso do poder religioso nas eleições é tema de pesquisa de promotor em Sergipe

O Estado laico, a liberdade religiosa, a legitimidade das eleições, a transformação de púlpitos em palanques são alguns dos temas abordados pelo pesquisador Peterson Almeida Barbosa

Imagem Ilustrativa

Até que ponto a religião influencia as escolhas pessoais nas eleições? Os líderes religiosos utilizam o seu local de atuação para tratar de política? E os religiosos que enveredam por meios políticos não se contradizem em suas ações? Como escolhem seus aliados? Há a construção de um diálogo democrático e livre dentro da congregação?

Esses questionamentos e outros mais são levantados pelo procurador de justiça Peterson Almeida Barbosa, do Ministério Público de Sergipe, em sua pesquisa de pós-graduação. Sua dissertação de mestrado será publicada em breve com o tema “Abuso do Poder Religioso na Atuação Política das Igrejas Neopentecostais no Brasil”. O tema tem relevância no sentido de ponderar sobre o fator político e religioso nas eleições que se aproximam.

Em entrevista ao Núcleo de Comunicação do Ministério Público de Sergipe, o procurador explica sobre sua pesquisa e suas observações. Dentre as respostas, Barbosa cita alternativas para haver um equilíbrio entre liberdade religiosa e normalidade/legitimidade das eleições e também menciona um caso concreto de utilização da máquina pública em benefício de um segmento religioso. Confira a entrevista no link abaixo.

https://infonet.com.br/noticias/politica/pesquisa-de-promotor-aborda-abuso-do-poder-religioso-nas-eleicoes/

Fechar