TRIBUNAL DE CONTAS – Anselmo Brito poderá responder por improbidade, diz sindicalista

O conselheiro do Tribunal de Contas de Alagoas, Anselmo Brito, está envolvido em mais uma polêmica. Agora, ele pode responder por improbidade administrativa. A informação é da presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Tribunal de Contas (Sindicontas-AL), Ana Maria Gusmão. Trata-se do caso da farra das diárias.

Brito, conforme foi noticiado em vários sites, levou à tiracolo a secretária simplesmente para preencher relatórios em evento realizado no Recife (PE). Claro que tudo sendo pago com dinheiro público. Porém, há um agravante. Ana Maria disse à reportagem que o conselheiro sequer fez credenciamento no evento em que teria que participar.

“Ele tem que comprovar o uso do dinheiro. Como a gente prova? Com credenciamento, certificados, recibos. Isso caracteriza improbidade”, explicou a sindicalista.

O conselheiro da Corte de Contas teria gastado R$ 1.297,30 (diária e deslocamento). O valor parece ínfimo, no entanto, quando somado com seus colegas de plenário, a visitinha a Recife custou R$ 24 mil.

Fechar