Sesau descumpri Resolução da ANVISA

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS) o hospital é um organizador de caráter médico-social, que deve garantir assistência médica, para a população, tanto curativa como preventiva, além de ser um centro de medicina e pesquisa.

“O hospital é o local onde se fazem as maiores intervenções de saúde nos indivíduos com situação de agravo à saúde, de média e alta complexidade”.“É também o local que concentra a maior quantidade de tecnologia, de especialistas e de capacitação técnica, o que não significa que seja o centro do sistema de saúde”, completa.

Além da atenção especial à enfermidades, com diagnóstico, tratamento, reabilitação e atendimento de emergências, o ambiente hospitalar ainda se ocupa com a prevenção, que é o controle de doenças infecto-contagiosas, a saúde ocupacional e a promoção à saúde, por exemplo.

“O principal objetivo do hospital é salvar vidas, permitir que o indivíduo melhore de determinada condição de saúde, ou promova a cura”. Além disso, ele desempenha um enorme papel no desenvolvimento de pesquisas e no ensino da medicina, além de gerar empregos em várias categorias e movimentar o complexo industrial da saúde, de significado vital na economia.

Outro aspecto importante diz respeito aos hospitais universitários (que representam 2,8% dos hospitais no país), que unem, indissociavelmente, três alicerces interligados: são responsáveis pela formação e especialização de novos profissionais da saúde; concentram uma enorme quantidade de atendimento terciário e quaternário (de maior complexidade, como transplantes); e gera conhecimento com pesquisa e desenvolvimento.

No quesito assistencial, o hospital é classificado como Geral quando atende pacientes de várias especialidades e Especializado, quando se destina a atender predominantemente uma especialidade.

Em um levatamento realizado entre 2012 a 2014 , o  Mestre. e especialista em Engenharia Clinica  professor Kennedy Luiz , as unidades pertencentes a secretaria de saúde do Estado de Alagoas, listava com patrimônio os seguintes números de equipamentos.

Vejamos: EQUIPAMENTO DE ENDOSCOPIA DIGESTIVA 04 UNIDADES. BRONCOSCÓPIO 03 UNIDADES, VENTILADORES PULMONARES  187 UNIDADES, OXIMETROS DE PULSO 176 UNIDADES, MONITORES CARDÍACOS 122 UNIDADES, CARDIOVERSORES/DESFIBRILADORES 😯 UNIDADES, BISTURIS ELETRÔNICOS  31 UNIDADES, CARROS DE ANESTESIA 22 UNIDADES, ULTRA-SONOGRAFIA (CONTRATO), PROCESSADORA DE RX 09 UNIDADES,  TOMOGRAFOS 02 UNIDADES, AUTOCLAVES 24 UNIDADES, MÁQUINAS DE HEMODIÁLISE 07, GERADORES DE ENERGIA  12 UNIDADES , SISTEMA DE REFRIGERAÇÃO  1.104 UNIDADES ( AR SPLIT /ACJ), CENTRAL DE REFRIGERAÇÃO (CHILLER) 02 UNIDADES E AS CENTRAIS DE GASES MEDICINAIS.

Essa era a realidade de levantamento da Sesau. Os sistemas de refrigeração sempre foi alvo de  polêmica dentro das unidades por não  respeitar os padrões da RESOLUÇÃO N° 50 DE 21 DE FEVEREIRO DE 2002 da ANVISA.

Fechar