Três dos dezesseis presos na Operação Florence Dama da Lâmpada, acusados do desvio de R$30 mi, continuam presos

Por entendimento do Ministério Público, a Justiça Federal manteve no sistema prisional de Alagoas três dos presos na Operação Florence Dama da Lâmpada, que aconteceu no último dia 11 de dezembro, em Alagoas. A operação prendeu acusados de integrar esquemas criminosos que desviou R$ 30 milhões da Secretaria de Estado da Saúde.

O assessor técnico de controle do consumo da Sesau, Fábio Luiz Gomes dos Santos, o coordenador do setor de ortopedia do Hospital Geral do Estado (HGE), Gustavo Francisco Vasconcelos Nascimento, que foi apontado como o cabeça da organização e, sua cunhada, Luciene Araújo Silva, continuam presos no sistema carcerário.

Os outros 13 presos na operação foram soltos por alvará de soltura, pelo fim do prazo de cinco dias das prisões temporárias, ou porque as prisões preventivas foram convertidas em medidas cautelares.

A filha do vice-governador Luciano Barbosa, Lívia Barbosa e seu marido, Pedro Margallo, estão entre os que já saíram da prisão. Ambos estão sendo investigados como integrantes do esquema.

Fechar