Renan Calheiros pede que CNMP realize julgamento de Deltan Dallagnol

Senador também considerou acertada a decisão que anulou a sentença da juíza Gabriella Hardt

O senador Renan Calheiros (MDB) usou o Twitter para pressionar o Conselho Nacional do Ministério Público. Em um post na quarta-feira, 14, ele diz que continua aguardando que o CNMP julgue a representação que fez contra o procurador da República e coordenador da Lava Jato em Curitiba, Deltan Dallagnol.

“Trata-se do primeiro caso em que está comprovada a militância política e eleitoral de um membro do MPF”, escreveu. Na terça-feira, 12, o ministro do STF, Luiz Fux, suspendeu outro processo contra Dallagnol.

“Continuo aguardando que o @cnmp_oficial julgue a representação que apresentei contra @deltanmd. Trata-se do primeiro caso em que está comprovada a militância política e eleitoral de um membro do MPF”, postou.

O alagoano também considerou acertada a decisão do Tribunal Regional Federal da 4ª Região que anulou a sentença da juíza Gabriella Hardt por “reproduzir, como seus, argumentos de terceiro, copiando peça processual sem indicação da fonte, não é admissível”.

“TRF-4 acerta ao anular a sentença ‘copia e cola’ da juíza Hardt. Precisa fazê-lo também no caso do Lula”, defendeu o senador. Renan acrescenta: “Faltará então sua punição exemplar, assim como para Moro, Deltan e Rodrigo Janot… que praticaram monstruosidades eleitorais e seguem abusando no vacatio legis”, disse.

Fechar